O mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo. (Domínio Próprio Parte IV)

April 10, 2010 at 7:34 pm 4 comments

Estudo Bíblico – Roamnos 7: 14-25

Que assunto Paulo está tratando nos versos 14 a 25? A luta de um incrédulo com o pecado, ou a luta de um crente com o pecado?

Esta é uma pergunta difícil, por isso os estudantes da bíblia estão dividos na resposta desta pergunta. Alguns acreditam que um crente não pode falar como Paulo, quando ele diz: “Eu sou carnal, vendido como escravo ao pecado.” (v.14) Além disso, ele praticamente confessa que peca regularmente, e até compulsivamente – “o que eu quero fazer, eu não faço, mas o que eu não quero, este eu faço … “(v.15) “Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo.”(v.19) Portanto, ao longo dos séculos, muitas pessoas tem concluído que Paulo está falando de sua experiência pessoal, porém antes de se converter.

Eu, porém, irei argumentar, com evidências no texto, que Paulo está falando de sua experiência pessoal e pós conversão. Quando comparamos esta passagem (Rm. 7: 14-25) com a passagem anterior (Rm. 7: 1-13) onde Paulo está falando de como ele chegou à fé em Cristo, notamos que:

  • Há uma mudança do tempo verbal. Versos 7-13 estão no passado, mas a partir do v.14 todos os tempos estão no presente. Uma leitura superficial já iria dizer que Paulo está falando do seu presente, do seu “agora”.
  • Paulo se deleita na lei de Deus. Ele diz: “No íntimo do meu ser tenho prazer na Lei de Deus; … “(v.22) e depois passa a dizer que o pecado no entanto está a trabalhar dentro dele. No entanto, em outra parte ele diz: “a mentalidade da carne é inimiga de Deus porque não se submete à Lei de Deus, nem pode fazê-lo.” Este texto nega categoricamente que haja a possibilidade de qualquer incrédulo se deleitar na lei de Deus. Rm 8:7 é uma prova que Rm 7:22 não podem ser palavras de um incrédulo.
  • Paulo admite que ele é um pecador perdido. Ele diz: “Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne.” (v.18) Como vimos nos versos 7-13, incrédulos não estão cientes de que estão perdidos, de que são tão pecadores que nada podem fazer para se salvarem. De fato, mesmo os crentes imaturos tendem a ser auto-confiantes e inconscientes da profundidade da depravação de seus corações.

Que diferença esta informação faz pra você? o que mudou? O que não mudou? Qual é a sua necessidade? Qual é a sua esperança como cristão? Vamos responder a estas questões amanhã na nossa EBD. Não perca!

Pr. Rodrigo DeOlivera

About these ads

Entry filed under: Uncategorized. Tags: .

Três orientações práticas sobre domínio próprio. (Domínio Próprio Parte III) “… fui vendido como escravo ao pecado.” (Domínio Próprio Parte V)

4 Comments Add your own

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Moriá Jovem on Facebook

Moriá Jovem's Facebook profile

Recent Posts

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Join 53 other followers


Follow

Get every new post delivered to your Inbox.

Join 53 other followers

%d bloggers like this: