Quando apenas dizer a verdade não basta.

August 12, 2010 at 5:40 am 3 comments

Efésios 4: 15-16, 22-32

15 Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo. 16 Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função… 22 Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, 23 a serem renovados no modo de pensar e 24 a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade. 25 Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. 26 “Quando vocês ficarem irados, não pequem” [17]. Apaziguem a sua ira antes que o sol se ponha, 27 e não dêem lugar ao Diabo. 28 O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade. 29 Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. 30 Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. 31 Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. 32 Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo.”


Neste texto aprendemos que a vontade de Deus quanto as nossas palavras é que nos abstenhamos de qualquer mentira e falemos sempre a verdade ao nosso próximo (v.25).

Por quê?

Para o bem da comunidade – “pois todos nós somos membros de um mesmo corpo.” (V.25). Falar a verdade nos prende ao outro. Edifica a comunidade. Mentira nos torna isolados, nos distancia um dos outros. Comunidade não sobrevive sem confiança.

“Imagine uma sociedade na qual ninguém confia na promessa de ninguém, onde se entende que mentir é um processo natural no curso da vida de todo líder, onde se suspeite que cada professor seja uma fraude acadêmica e cada pregador uma fraude moral, onde não se espera que contratos sejam honrados … Nenhum parceiro pode depositar confiança na lealdade do outro. Onde ninguém pode tomar decisões pois não tem garantia de ter os fatos em mãos … A vida seria brutalizada. Sem confiança, deixaríamos de ser comunidade e nos tornaríamos uma matilha, de sociedade passaríamos a ser uma gangue.” Smedes

Este é o argumento de Paulo no versículo 25. Somos membros de um corpo – inter-dependentes. Mentir nos torna independentes, nos separando uns dos outros. Nossa palavra faz parte da criação à imagem e semelhança de Deus. Como Calvino observou, devemos utilizar a fala para nutrir a interdependência da comunidade, não para explorar, enganar e separar uns dos outros.

Para a liberdade do próximo – “apenas a que for útil para edificar os outros,”(v.29). A palavra traduzida “edificar” significa literalmente: reforçar, ajudar a crescer em poder e liberdade.

“Se eu mentir ao meu próximo, eu retiro dele a realidade. Eu o obrigo a tomar decisões com base na falsidade e irrealidade. Se eu disser a uma pessoa que quer comprar o meu carro que o carro está em excelente condições, embora … eu saiba que ele precisa de uma válvula nova, eu estou roubando dele a liberdade de decidir com base na realidade. Se você finge estar satisfeito com o boletim de sua filha, quando na verdade você está furioso, pois ela não está estudando o suficiente e suas notas mostram isso, você está roubando a liberdade dela de responder a sua raiva e assim você irá obrigá-la a responder a uma farsa. Assim sendo, mentiras degrada nosso próximo. Nós não os tratamos como pessoas… ” Smedes

Quando Paulo diz que a nossa palavra deve ser verdadeira (v.25) e deve “edificar” (V.29), podemos concluir, que a mentira desmantela, enfraquece e desumaniza as pessoas . Como diz Smedes, não as tratamos como pessoas, não as tratamos como iguais.

Pelo amor de Deus e pelo amor da verdade – “a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus….Portanto, cada um de vocês deve… falar a verdade

Nos v. 22-23, Paulo argumenta sobre como cada cristão deve estar crescendo em semelhança a Deus (v.24). Ou seja, devemos estar renovando a imagem e semelhança de Deus em nós, imagem esta que foi e tem sido manchada pelo pecado.

Depois de chamar-nos a nos tornar semelhantes a Deus, Paulo diz: “Portanto … fale a verdade” (V.25). A conexão é impossível de não ser percebida. Temos de ser sinceros, se quisermos ser como Deus. Pois:

  • Deus não pode mentir (Tito 1:2; Heb. 6:18).
  • Sua palavra é a verdade (João 17:17).
  • Deus sempre cumpre suas promessas (2 Coríntios. 1:20).
  • Ele sempre quer dizer exatamente o que diz e diz exatamente o que quer dizer – ele não pode ser incompatível com ele mesmo. Você e eu devemos agir da mesma forma (Tg. 5:12).

Acima de tudo, Jesus é a Verdade (João 14:6). Ele narra ou revela Deus, a verdade última e perfeita (João 1:18; Hb 1:3).

Em segundo lugar, vemos que o simples falar a verdade não é suficiente. Deus também quer que nos abstenhamos de qualquer palavra desprovida de amor (v.15), de palavras que surgem da ira (v.26), ou de qualquer palavra que não se destine a beneficiar e satisfazer as necessidades dos outros (V.29).

A palavra grega traduzida por “torpe” (v.29) significa mais do que simplesmente mentir. A palavra original no grego significa estar em decomposição, putrefação, como carne ou um corpo morto que apodreceu. Paulo está proibindo o uso de palavras nocivas de qualquer tipo (cf. Col. 3:08; Ef. 5:4) – seja desdenhosa, enganosa ou que de alguma forma fracasse em ajudar o ouvinte a encontrar o que ele ou ela necessita.

Em suma, toda palavra deve ter um motivo ministerial (servir), você nunca deve simplesmente falar por falar. O próprio Jesus disse que seremos julgados por cada palavra frívola (inútil) (Mt 12:36). Este é o padrão mais elevado possível!

Entendes agora por que não basta simplesmente dizer a verdade? Deus quer que você leve em consideração o por que você está dizendo a verdade. Será que você não está dizendo a verdade:

  • Para ganhar um argumento?
  • Para punir ou revidar um constrangimento?
  • Para resistir a algo que a pessoa está tentando dizer?
  • Para defender o seu orgulho?
  • Para reclamar?
  • Para que você pareça bonzinho aos olhos dos outros?

Paulo diz que sua motivação deve ser sempre ” o que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. “(v.29). Ou seja, você deve dizer a verdade:

  • Para mostrar apreço.
  • Para expressar o compromisso.
  • Para ajudar a outra pessoa alcançar a iluminação e a compreensão (mesmo quando não queiram – mas realmente precisam).
  • Para remover a distância e as barreiras entre você e a outra pessoa

Pense nisso!

Entry filed under: Uncategorized. Tags: , , , , .

Afinal de contas o que é fofoca? Orientação Divina e a Sabedoria Humana. (Parte I)

3 Comments Add your own

  • 1. Wellington Coutinho  |  August 16, 2010 at 12:26 am

    Que texto atual e Efesios, alias a biblia , como ela se aplica perfeitamente aos nossos dias.
    Tenho certeza que estou sendo abencoado.
    E vc. meu irmao/irma de uma passadinha por aqui tenho certeza que voce sera edificado com a leitura.
    P.S. mas nao deixe de ler a biblia. Tenha uma otima semana.

    Reply
  • 2. Ruthy Alves  |  October 1, 2010 at 6:45 pm

    Inacreditavel, a forma que Deus traz sua renovacao em nossas vidas atraves do estudo e meditacao da Palavra! Essa eh mais uma das licoes extremamente valorosas e renovadoras que tem ministrado minha vida. Senhor, queremos mais, muito mais de Ti. Obrigada, Pr. Rodrigo por ser um instrumento tao usado por Deus.

    Reply
    • 3. Rodrigo DeOliveira  |  October 15, 2010 at 6:12 pm

      concordo com seu comentário. Obrigado pelo carinho. te amo, bjs.

      Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Moriá Jovem on Facebook

Moriá Jovem's Facebook profile

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Join 55 other followers


%d bloggers like this: