As estatísticas advertem: ser pastor é prejudicial a saúde.

November 8, 2010 at 8:22 pm 9 comments

“Por algum motivo, o ministério pastoral ainda é para alguns uma vida glamorosa, inocente, carregada de sonhos, e idealizada com horas de leitura bíblica , orações e longas caminhadas com Jesus, passar os dias cantando louvores e sorrindo. Mas as estatístias mostram o contrário. Ser um pastor é o equivalente espiritual a um píloto Kamikaze, devido ao pesar de se importar com as pessoas, das muitas emergéncias, as duras críticas, e longas horas de trabalho.” Mark Driscoll.

As estastíticas são.

  • 1500 pastores deixam o ministério todos os meses. Os motivos mais comuns são fracasso moral, esgotamento espiritual e contenção de despesas das igrejas.
  • 50% dos casamentos de pastores terminarão em divórcio.
  • 80% dos pastores e 84% das mulheres de pastores se sentem desqualificados e desencorajados em seus ministérios.
  • 50% dos pastores dizem que abandonariam o ministério se pudessem, mas não o fazem por não terem outra forma de sustento.
  • 80% dos seminaristas formados, aqueles que chegam a ingressar no ministério, deixarão o ministério nos primeiros 5 anos.
  • 70% dos pastores lutam contra depressão constantemente.
  • Quase 40% dos entrevistados disseram que tiveram um caso fora do casamento desde o início de seus ministérios.
  • 70% disseram que a única vez que gastam tempo estudando a bíblia  é quando estão preparando seus sermões.
  • 80% das esposas de pastores sentem que seus maridos trabalham além de seus limites.
  • 80% de esposas de pastores gostariam que seus maridos escolhessem uma outra profissão.
  • A maioria das esposas de pastores entrevistadas disseram que o evento mais destrutivo que aconteceu em seus casamentos foi o dia que entraram no ministério.
  • Nos Estados Unidos, de todas as profissões, ministério pastoral é a segunda menos respeitada, está a frente apenas dos vendedores de carros.

Não tenho o que dizer para concluir este post. Fique a vontade para comentar.

*Statistics provided by The Fuller Institute, George Barna, and Pastoral Care Inc.

Entry filed under: Uncategorized. Tags: , , , .

É você quem não sabe orar! Como você responderia à pergunta – Quais são suas experiencias?

9 Comments Add your own

  • 1. Rodrigo DeOliveira  |  November 8, 2010 at 9:01 pm

    Essa pesquisa é ainda mais extensa. Se você desejar conhecer o restante desta estatística. Deixe um comentário com seu email e eu a enviarei.

    Reply
  • 3. Andrea Deoliveira  |  November 9, 2010 at 10:02 pm

    These statistics are quite scary…Being a pastor certainly requires God’s grace. I would say it is an impossible mission without it!!

    Reply
  • 4. Fabio Vasquez  |  November 10, 2010 at 7:02 pm

    Infelizmente isso reflete o que , exatamente, a igreja e a humanidade tem passado atualmente, cada vez mais superficial e mesquinha a relacao “Teocratica” que nos temos, nunca na histori o egocentrismo foi tao latente como hoje. Deus tenha misericordia de nos!

    Reply
  • 5. Ludmila Ferreira  |  January 24, 2011 at 7:52 pm

    Olá,

    Achei interessantísso este post.
    Gostaria que me enviasse esta pesquisa completa.
    Grata,
    Ludmila

    Reply
  • 7. Wellington Goes Coutinho  |  March 30, 2011 at 8:19 am

    A sa doutrina certamente jamais prevalecera, ateh que as igrejas sejam melhor providas de pastores qualificados que possam desempenhar com seriedade o oficio de pastor. (J.C.)
    Estamos vivendo epoca de oba-oba, muito barulho a ig. de hj. tenta buscar sua identidade atraves de formas e formulas, quando o que ela precisa e voltar para a palavra de Deus, todos os meios estao nela, na palavra de Deus.

    Reply
  • 8. Fernando Henrique Huf  |  May 4, 2012 at 6:35 pm

    Por favor, envie-me a pesquisa completa.

    Reply
  • 9. João Carlos Ferraz  |  May 21, 2012 at 6:29 pm

    Sou formado em teologia e nunca quis exercer a função ministerial, pelo menos não neste modelo atual, sou totalmente contra o ministerio integral, acho que este modelo desfavorece o pastor que acaba refem de uma situação. O modelo colegiado torna a situação menos dificil, porque é um modelo descentralizado e biblico, este nosso modelo tradicional presidencialista, onde o pastor é conselheiro, admistrador e legislador esta mais do que falido.

    Quando poder me envie a pesquisa completa.

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Moriá Jovem on Facebook

Moriá Jovem's Facebook profile

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Join 55 other followers


%d bloggers like this: